quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

A Glória Começa Aqui

no mesmo ano comeram dos frutos da terra de Canaã”
Josué 5.12


A fatigante peregrinação de Israel havia terminado totalmente e o descanso prometido fora alcançado. Acabaram-se as mudanças de acampamento, as serpentes abrasadoras, os amalequitas ferozes e o deserto medonho: chegaram à terra que manava leite e mel e comeram do fruto da terra. Talvez este ano, amado leitor cristão, seja esse o seu e o meu caso. A expectativa é jubilosa, e se a fé estiver em franco exercício, produzirá deleite imaculado. Estar com Jesus no repouso que resta para o povo de Deus é verdadeiramente uma esperança animadora e antecipar essa glória para tão breve é dupla bem-aventurança. A incredulidade estremece diante do Jordão, que ainda corre entre nós e a terra formosa, mas descansemos na certeza de que já provamos mais males do que o pior da morte pode nos causar. Expulsemos toda cogitação de medo e alegremo-nos com grande e efusivo regozijo, na esperança de que este ano começaremos a estar “para sempre com o Senhor”.

Este ano, parte da multidão permanecerá na terra para servir ao seu Senhor. Se esse for o nosso quinhão, não há razão por que o texto de ano novo não seja ainda verdadeiro: “Nós, porém, que cremos, entramos no descanso”. O Espírito Santo é o penhor da nossa herança; ele nos dá a “glória que começou cá embaixo”.* Na glória, eles estão seguros, e nós somos igualmente preservados em Cristo Jesus; lá eles triunfam sobre os seus inimigos, e nós também alcançamos vitória. Os espíritos celestiais gozam de comunhão como o seu Senhor, e isso não nos é negado; eles descansam no seu amor, e nele temos paz perfeita; eles entoam-lhe louvores, e desfrutamos também do privilégio de bendizê-lo. Este ano colheremos frutos celestiais nas regiões terrenas, onde a fé e a esperança têm tornado o deserto semelhante ao jardim do Senhor. Os homens se alimentaram de fato da comida dos anjos outrora, e por que já não a comem? Ó, pela graça alimentar-se de Jesus e assim comer do fruto da terra de Canaã este ano!

Fonte: Morning and Evening: Daily Readings (p.24)
Autor: Charles Haddon Spurgeon
Tradutor: Marcos Vasconcelos



* Citação do hino Maching to Zion [Marchando para Sião] (c. 1707, letra de Isaac Watts e música de Robert Lowry) cujo refrão dizia: "The men of grace have found,/ Glory begun below./ Celestial fruits on earthly ground/ From faith and hope may grow.", i.e, "Os homens de graça descobrem,/ Que a glória começou cá embaixo./ Que frutos celestiais nas regiões terrenas/ Da fé e da esperança podem brotar".

 

  © 2009 Mens Reformata

True Contemplation Blogger Template by M Shodiq Mustika