terça-feira, 9 de março de 2010

Irmãos no Senhor

Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros. - João 13.35
Todos os verdadeiros cristãos são irmãos uns dos outros. Assim como todos os bons ministros são irmãos uns dos outros, todos os bons cristãos permanecem estreitamente ligados e se sentem obrigados ao amor mútuo. Para Deus, eles devem ser santos, consagrados à sua honra e santificados por sua graça, portando a sua imagem com vistas à sua glória; devem ser fieis nos dois casos — como santos para com Deus e irmãos uns dos outros. A fidelidade permeia toda natureza e convivência da vida cristã e é a coroa e a glória de todos os cristãos. Fé, esperança e amor são as três graças principais da vida cristã e matéria apropriada para a oração e a ação de graças. Quanto mais fixamos nossas esperanças na recompensa do mundo por vir, tanto mais livres seremos para fazer o bem com o nosso tesouro terreno, o qual foi acumulado para os cristãos e nenhum inimigo pode privá-los dele. O evangelho é a palavra da verdade, e podemos arriscar seguramente a nossa alma nele. E quem obedece à palavra do evangelho tem de produzir o fruto ao qual o evangelho se submete e conformar a ele seus princípios e vida. O amor mundano vem dos interesses ou costumes semelhantes e o amor carnal, do apetite pelo prazer. A eles liga-se sempre algo corrupto, egoísta e vil. O amor cristão, todavia, vem do Espírito Santo e é cheio de santidade.
 

[Colossenses 1.1-8]


Fonte: Daily Readings (ISBN 9781845505097)
Autor: Matthew Henry (1662–1714)
Tradutor: Marcos Vasconcelos


 

  © 2009 Mens Reformata

True Contemplation Blogger Template by M Shodiq Mustika