quinta-feira, 22 de julho de 2010

Soldados de Cristo

Sofre, pois, comigo, as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo – 2Timóteo 2.3
Uma vez que o Filho de Deus nos convocou como seus soldados, devemos, no mínimo, prestar-lhe tanta honra quanto os soldados do mundo prestam aos seus capitães. Como faremos isso? Devemos estar livres de todos os impedimentos nem podemos ficar embaraçados por coisas que podem nos deter, mas precisamos avançar com ousadia e cumprir nosso dever, posto que não pertencemos mais a nós mesmos.

Mas, de modo especial, e antes de tudo, devemos esperar aquilo de que temos ouvido falar, a saber, que a nossa condição é tal que temos de lutar, visto que fomos chamados para ser rebanho de Cristo. Além disso, devemos ter a consciência de que a nossa luta não é contra carne e sangue, mas contra as potestades do ar, contra todas as concupiscências da carne e todas as tentações do mundo. Por isso, devemos estar sempre prontos para o combate.

Ora, uma vez que temos de sofrer muitas aflições, devemos também estar preparados para suportá-las. Além disso, estejamos especialmente cientes de que a nossa demanda é certa e não pode fracassar; não combatemos numa causa perdida. Não somos como os que muito se afligem e se atormentam para conquistar uma coroa de louros e que, quase sempre, se frustram. Porque muitos são os que correm, diz-nos o apóstolo, mas um só leva o prêmio (1Coríntios 9.24). O vencedor despoja todos os outros. Mas quanto a nós, gozamos condição muito melhor, pois estamos muito distantes de impedir ou de despojar uns aos outros do prêmio e da coroa que nos está prometida, para que nos ajudemos mutuamente.

 

[Excerto dos Sermões]

Autor: João Calvino (1509–1564)
Fonte: Thyne is my heart, Devotional readings from John Calvin, (comp. John H. Kromminga), nº 2.
Imagem: Luca Tarlazzi
Tradutor: Marcos Vasconcelos
www.mensreformata.blogspot.com


 

  © 2009 Mens Reformata

True Contemplation Blogger Template by M Shodiq Mustika